quinta-feira, março 09, 2017

Dia Mundial da Gaja

Ontem, escutava-se a esmo, nos mérdia, um grande rumor festivo. A propósito do dia Mundal da gaja, celebravam-se conquistas e emancipacinhas deveras crocantes. Como, por exemplo, hossana nas alturas!, o acesso a baluartes masculinos do estilo alancar no fundo das minas, ou  guiar um táxi, ou, nec plus ultra,  pegar em picareta para efeitos de jardinagem. Assim mesmo, cada qual mais formidável que a anterior. Babo-me diante de tão indiscutível progresso feminil: já se entoupeiram pelo chão abaixo, já guiam táxis e já se deleitam com uma picareta nas unhas. Esqueceram-se apenas de proclamar uma outra conquista emancipadeira ainda mais sublime, verdadeiro corolário das anteriores: também já podem alistar-se nas fileiras do Exército Islamico. Melhor e mais urgente convocação missionária não encontro para as nossas feministas de plantão. E duvido mesmo que exista.

10 comentários:

Anónimo disse...

Lembrou muito bem.
A regra de ouro!
Vão fornicar o profeta.

Maria disse...

"...também já podem alistar-se nas fileiras do Exército Islamico. Melhor e mais urgente convocação missionária não encontro para as nossas feministas de plantão." (Dragão)

Isso é que era! Grande coragem e grande igualdade com o sexo oposto, seria demonstrado sem margem para dúvidas por estas serigaitas feministas, com a tara de que são iguais aos homens em tudo(?...), ao alistarem-se naquele exército cujos chefes e população masculina no geral, seguindo a tradição da sua própria religião, têm o mau hábito de apedrejar as mulheres adúlteras até à morte, familiares e tudo. Mas sobre esta selvajaria e o modo tirânico como estes homens tratam as mulheres por aquelas paragens, disto as nossas 'queridas' feministas e já agora as que se passeiam a exigir a igualdade de 'género' por todos os Continentes, calam-se que nem ratos, cobardes e oportunistas porque vendidas ao mundialismo que lhes paga para polìticamente se prostituírem por dez réis de mel coado, traíndo os seus próprios países e compatriotas. Vergonha! Tristes criaturas, estas, que um dia mais tarde quando já nada restar das taras igualitárias de que hoje padecem, mais as cretinas bandeiras da cidadania e dos direitos da mulher, que brandem contínua e inglòriamente, desaparecerem definitivamente do mapa, ir-se-ão arrepender amargamente (como algumas mais velhas já o fizeram) dessas lutas estéreis travadas, mas já e então sem hipótese de remissão.

Deus criou o homem diferente da mulher com a estrita finalidade da procriação. Se Ele os quisesse físicamente iguais não os tinha diferenciado. O contrário está errado e vencido à partida. A igualdade dos sexos que o movimento feminista intencionalmente reivindica, é claramente suspeita e as motivações perfeitamente identificáveis. Nunca o irá conseguir. A humanidade é sábia e tudo o que hoje social e moralmente está virado do avesso, mais cedo do que tarde voltará à sua anterior normalidade. É a lei da vida. Aquilo que na natureza for abruptamente alterado pelo homem, prejudicando-o quase irremediàvelmente, Deus encarregar-se-á de voltar a repor tudo como era.

Há sempre quem pergunte se Deus existe, a própria pergunta já revela a Sua existência. Porém, se dúvidas houvesse bastaria olhar a natureza (esta a opinião de Paulo Portas proferida há uns anos, com a qual concordo em absoluto). Desde que o mundo é mundo, sob outros nomes e por outros meios, Deus (ou algo sobrenatural e indefinível) sempre esteve presente no dia a dia do ser humano e por este permanentemente dorado e glorificado. Deus é eterno. Ao homem, simples mortal, apenas lhe está reservada uma breve passagem pela vida. É tudo.

O que foi feito das sufragistas do início do século vinte? Pois... Quanto aos revolucionários (e assanhados) movimentos feministas deste século - contratados e pagos à hora, que se passeiam de país em país a cumprir agenda - irá passar-se exactamente o mesmo. Para nos certificarmos de que assim será, basta esperarmos só mais um bocadinho.

Vivendi disse...

"A mulher só vale alguma coisa por que é totalmente diferente do homem. Igualdade entre dois seres torna um deles dispensável."

RQ

Anónimo disse...

O Soros financiou alguma coiso?

Maria disse...

Vivendi, nem mais. É exactamente como escreveu.


Anónimo: Claro!, o Soros e mais alguns da seita tão diabólicos quanto ele.

Anónimo disse...

Ide lá ver e ouvir. Aonde? Aqui:
https://www.youtube.com/watch?v=QNjRnqqW28I&feature=youtu.be

Uma demonstração de como se pode mandar muita gente àquela parte, sendo bem educado.

Por Agora disse...

Ide lá ver e ouvir. Aonde? Aqui:
https://www.youtube.com/watch?v=QNjRnqqW28I&feature=youtu.be

Uma demonstração de como se pode mandar muita gente àquela parte, sendo bem educado.

Por Agora disse...

A rotina de comentários está uma caca, para evitar dizer merda.

Unknown disse...

Descobri à minha conta que andam seitas satânicas nisto e que neste momento na Europa há muita gente metida nelas e ainda mais a serem manipuladas por essa gente. E suspeito que Lacan veio fazer com o corpo o que já tinha sido feito com a destruição do padrão ouro e pelas mesmas razões de tomada de poder, quanto ao corpo pela alienação cortando a tensão entre o corpo real e as leis do universo que o atravessam e as fantasias infantis que esta gente toma como reais. E que na novolingua essa alienação seja tomada como inconformismo. Acho também sintomático que não se fale mais em pulsao morte porque ela anda à solta

fatima disse...

Unkown...Certíssimo!...